PSDB se esvazia após João Dória intervir na direção do partido na capital

Parlamentares planejam saída em massa do partido.

O PSDB passa por um momento difícil no Rio de Janeiro. Após não conseguir eleger nenhum deputado federal nas eleições de 2018, o João Dória (PSDB-SP) resolveu intervir da direção do partido que já estava a mais de duas décadas nas mãos do Luiz Paulo e Otávio Leite.

Colocando no comando do partido o Paulo Marinho, empresario, coordenador de campanha do Jair Bolsonaro e primeiro suplente a senador na chapa do Flavio Bolsonaro (PSL).

Mas a gota d’agua para a ala mais antiga do partido foi a indicação da Mariana Ribas, ex secretaria do Marcelo Crivella (PRB) como pré-candidata a Prefeitura do Rio em 2020.

Agora com medo de um possível esvaziamento nos votos vereadores e deputados parlamentares anunciam sua saída do ninho tucano.

O primeiro a sair foi o ex-deputado federal e atual Secretário de Turismo Otávio Leite, que já anunciou que “não tem mais vida partidária”. Como primeiro suplente a ser deputado federal, não se desfiliou ainda para não perder o possível cargo.

O deputado estadual Luiz Paulo, filiado a 26 anos no partido, entrou com um requerimento no TSE pedindo sua desfiliação, dizendo que o partido fugiu das suas regras ditas no estatuto. Podendo voltar ao seu antigo partido o PDT.

Vereadores procurando nova casa

Os vereadores do PSDB na Camará Municipal da capital também procuram novos caminhos.

O Felipe Michel, ex assessor do Carlos Osório (PSDB), que esta no comando da Secretaria Municipal de Envelhecimento Saudável, dentro do governo Crivella. Já articula com o PR para ser o cabeça de chapa dentro da nominata do partido nas eleições de 2020.

O professor Adalmir, que nunca teve uma presença na vida partidária já começa a procurar uma nova casa, ficando entre o DEM e o partido do prefeito PRB.

Falta saber qual será os passos de Teresa Bergher, que se distanciou, e Alexandre Arraes, funcionário de carreira da prefeitura e chegou a ocupar cargo de confiança do prefeito Marcelo Crivella. Ficou como primeiro suplente nas eleições para vereador em 2016, hoje ocupa a vaga no legislativo do atual secretario Felipe Michel.

 

 

newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] entre os vereadores que procuram outro partido, de acordo com o site Noticiário do Rio, estão Felipe Michel, hoje secretário municipal de Envelhecimento Saudável, que deve ir para o […]

Send this to a friend