Governador sanciona lei e é obrigatório alcool em gel nos transportes estaduais

Concessionárias podem ser multadas em caso de descumprimento, e não poderão aumentar as tarifas para oferecer os produtos.

O governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), sancionou a lei aprovada na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) que obriga a disponibilização de álcool gel em estações de trem, metrô e barcas.

A lei impede que as concessionárias aumentem as tarifas para que o produto seja oferecido, além de prever multa R$ 1.775,00 em caso de descumprimento. Em caso de reincidência, pode chegar a R$ 17.750,00.

Na falta de álcool gel, a lei diz que as empresas podem oferecer “produto higienizador com eficácia semelhante”, sem citar qual seria.

Witzel vetou os artigos que obrigavam que cada estação tivessem dois dispensadores de álcool gel, além de um trecho do texto que impunha a manutenção de 80% da frota na rua.

Comentários estão fechados.