Mesmo de folga na Argentina; Witzel recebeu diária do governo, diz jornal

Assessoria do governador informou que valor será devolvido. A informação é da ‘Folha de S.Paulo’.

O governo do RJ pagou com dinheiro público um dia de folga de Wilson Witzel (PSC) à Argentina, no mês passado. A informação foi publicada no jornal “Folha de S.Paulo” neste domingo(11).

A reportagem afirma que o governador recebeu indevidamente pouco mais de mil reais pelo fim de semana que passou sem compromissos oficiais em Buenos Aires. Depois que a comitiva deixou a Argentina, Witzel estendeu o passeio com a primeira-dama, Helena.

À TV Globo, o núcleo de imprensa do governo afirmou que a diária será devolvida (veja mais abaixo).

‘Esticada’

O valor pago fora da agenda oficial de Witzel consta no processo administrativo de aprovação de diárias da comitiva do governador. Segundo a reportagem, os documentos foram obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação.

Segundo a “Folha”, a chefe do cerimonial do Palácio Guanabara embarcou um dia antes do governador para preparar a viagem, no dia 17 de julho. Witzel voou para a Argentina junto com seu fotógrafo oficial no dia 18 à noite.

No dia 19, o governador teve três agendas oficiais. Por motivos logísticos, a comitiva pernoitou em Buenos Aires. Tanto a chefe do cerimonial como o fotógrafo deixaram a capital argentina no dia 20, um sábado. Witzel ficou até domingo, acompanhando da primeira-dama.

A “Folha” diz ainda que Witzel já recebeu R$ 23,8 mil em diárias por viagens a trabalho —incluindo missões no país, como reuniões com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) em Brasília. O valor supera o salário de governador, de R$ 19,7 mil brutos —cerca de R$ 14,7 mil líquidos.

O atual governador fluminense já foi para a Alemanha, Estados Unidos, Portugal e duas vezes para a Argentina, ressalta a reportagem.

O ex-governador Sérgio Cabral passou por situação parecida. Ele também recebeu diárias indevidamente em duas viagens na Europa. Na época, Cabral devolveu o valor – de mais de R$ 3 mil – aos cofres públicos.

O que diz o governo

Em nota, o governo do RJ afirmou que a agenda da missão a Buenos Aires foi mudada depois que o pedido de solicitação das diárias foi enviado para a Secretaria da Casa Civil.

Segundo o governo, a assessoria técnica da chefia de gabinete efetuou o cálculo das diárias com base nas informações prestadas até o momento.

A nota informa ainda que Witzel vai devolver o dinheiro recebido aos cofres públicos.

Fonte G1

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Send this to a friend