Onde está o Wally??

Carioca não encontra mais o Prefeito após as chuvas e só resta, pelo visto, apelar para São Pedro.

A cada temporal no Rio é “um ai Jesus”, parafraseando um clássico carioca. Essa semana a população novamente ficou ilhada e diversos alagamentos e transtornos foram registrados. Como se não bastasse o nosso problema com a água da Cedae, agora temos outro: as águas do céu.

Infelizmente é uma tragédia anunciada desde o primeiro ano do governo Crivella e dessa vez, Prefeito, não dá para por a culpa na quantidade de chuvas. Em 2019, a Prefeitura executou somente 1/3 dos gastos previstos no orçamento para ações de prevenção às enchentes.

Não custa lembrar, ainda, que a previsão de Lei Orçamentária Anual para 2020, encaminhada pelo Prefeito para aprovação na Câmara, apontou uma redução de quase 40% nas verbas para este fim.

Resta claro, para nós cariocas, que este assunto não é relevante para o governo Crivella. Tanto não é prioridade que o Prefeito já se encontra em pleno retiro, dessa vez não espiritual, mas do Centro de Operações da Prefeitura – COR.

Na avenida do Sambódromo, o quesito administração desse governo é nota ZERO, pois o samba já atravessou, as alegorias são horrorosas, o enredo é péssimo, a harmonia se perdeu e a fantasia de um Rio melhor não se concretizou.

Aproveitando que o carnaval está próximo é sempre bom lembrar das palavras de Dorival Caymi na letra da música Samba da minha terra: “Quem não gosta de samba bom sujeito não é, é ruim da cabeça ou doente do pé”.

Prefeito Crivella saia da toca e assuma os problemas da cidade, afinal até o fim de 2020, a gestão é sua responsabilidade. Nossa “sorte” é que São Pedro é “parceiro” e outubro é logo ali.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Send this to a friend