Prefeito do Rio determina fechamento do comércio

Novas medidas começam a valer na terça-feira.

A Secretaria de Estado de Saúde investiga dez mortes suspeitas de coronavirus. O Rio de Janeiro registra 186 casos confirmados da Covid-19. Desse total, três pessoas morreram.

Em Petrópolis, na Região Serrana, um idoso de 65 anos, que viajou para o  exterior, foi infectado e não resistiu. A esposa dele está internada na UTI, mas passa bem e deve ter alta nos próximos dias. As outras mortes aconteceram em Niterói, na Região Metropolitana, e em Miguel Pereira, no Sul do estado.

Na capital fluminense, a Prefeitura confirmou o primeiro caso de coronavírus em área de comunidade. O registro foi feito na Cidade de Deus, na Zona Oeste.

Neste domingo (22), o prefeito Marcelo Crivella determinou o fechamento obrigatório do comércio da cidade a partir de terça-feira (24), como mais uma medida para conter a propagação da Covid-19:

As exceções são para farmácias; supermercados e hortifrutis (com recomendações para ampliar o serviço para 24 horas), padarias (com a recomendação de que se evitem aglomerações), Pet Shops, Postos de gasolina (lojas de conveniência, porém, devem ficar fechadas) eLojas de equipamentos médicos e ortopédicos.

Deverão permanecer fechados os shoppings (apenas com praças de alimentação funcionando, mas com recomendação para entrega em domicílio) e bares e restaurantes, que funcionarão apenas com delivery. Os bancos também não poderão abrir (a prestação do serviço deverá ser online).

Pela internet, a Prefeitura do Rio anunciou ainda a redução de viagens para idosos que utilizam o RioCard gratuito e a determinação para que, a partir desta segunda (23), ônibus comuns reforcem a linha Transoeste do BRT.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Send this to a friend