Maracanã sediará final da Libertadores de 2020

A decisão, anunciada nesta quinta-feira, na sede da Conmebol, em Assunção, no Paraguai, trará o megaevento no ano do aniversário de 70 anos do estádio.

O Maracanã será palco da final da Copa Libertadores 2020. A decisão, anunciada nesta quinta-feira, na sede da Conmebol, em Assunção, no Paraguai, trará o megaevento no ano do aniversário de 70 anos do estádio. A partida final do principal torneio de clubes da América do Sul está marcada para o dia 21 de novembro, um sábado. No mesmo evento, a Conmebol escolheu Córdoba como sede da decisão da Copa Sul-Americana.

– Nós vamos preparar um espetáculo também para quem não for ao jogo, com fan fests e outras atrações. Em vez das 60 mil pessoas que forem ao estádio, será uma festa para 200 mil pessoas – afirmou Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro e que participou do evento que definiu o Maracanã como sede.

Witzel declarou, desta vez, episódios como os da final da Copa Sul-Americana de 2017 não vão se repetir. Na ocasião, sérios problemas de violência entre torcedores do Flamengo, do Independiente e a própria Polícia Militar foram vivenciados.

Finais de Libertadores no Maracanã

No ano que vem será apenas a segunda vez na história da Libertadores que o campeão dará a volta olímpica no Maracanã. A única, até agora, foi em 2008, quando a LDU bateu o Fluminense nos pênaltis.

O estádio chegou a receber outras duas finais. Mas eram partidas de ida, abrindo a decisão. Em 1963, o Santos venceu o Boca Juniors no, então, “Maior do Mundo” (depois, na volta, derrotou o Xeneizes em La Bombonera e ficou com o título). No ano de 1981, o Flamengo bateu o Cobreloa, do Chile, em Montevidéu – após empate no saldo de gols nas partidas no Maracanã e no Estádio Nacional, a decisão foi para um terceiro jogo, em campo neutro. Já em 1998, o Vasco ergueu a taça em Guaiaquil, no Equador — a primeira partida, em casa, havia sido em São Januário.

Desde 2019 a Copa Libertadores e a Copa Sul-Americana são decididas num final única, em lugar do consagrado formato de ida e volta, com um jogo na casa de cada rival. Neste ano, a final da Libertadores será no dia 23 de novembro, em Santiago, no Chile. Duas semanas antes (9 de novembro), ocorre a decisão da Sul-americana, em Assunção, no Paraguai.

A Conmebol viu na mudança de formato uma grande “oportunidade comercial”. O principal modelo é a Liga dos Campeões da Uefa, que há décadas já é definida numa partida única em local escolhido com anos de antecipação.

O campeão da Libertadores de 2020 vai disputar a última edição do Mundial de Clubes no atual formato. A competição, tal qual em 2019, será em Doha, no Catar.

Comentários estão fechados.

Send this to a friend