Coronavírus faz Tóquio 2020 ter cerimônia da tocha mais simples

Evento não contará com a participação de crianças.

O presidente do comitê organizador dos Jogos de Tóquio 2020, Yoshiro Mori, afirmou nesta sexta (6) que a cerimônia de chegada da chama olímpica ao território japonês será mais modesta do que o previsto inicialmente, sem a presença de crianças, por conta do avanço do coronavírus no país.

A intenção original era que 140 crianças japonesas viajassem para Atenas para participarem da cerimônia de entrega da chama no dia 19 de março.

“Na cerimônia de entrega, que acontecerá em Atenas no dia 19 de março, foi planejada a apresentação de 140 crianças. Mas, para colocar a segurança das crianças na prioridade máxima e levar em conta a solicitação do Governo (…), decidimos não enviar as crianças”, disse o dirigente.

Além disso, Yoshiro Mori declarou que na cerimônia para receber a tocha na Base Aérea de Matsushima, na província de Miyagi, no dia 20 de março, também não haverá a “participação de crianças”.

No Japão as escolas estão fechadas, uma medida para tentar combater o surto de coronavírus que até agora infectou mais de 1.000 pessoas no país.

Comentários estão fechados.

Send this to a friend