Segundo decisão do TST não existe vínculo trabalhista entre Uber e motorista

Segundo o entendimento do Tribunal o aplicativo de transporte apenas faz o intermédio entre o motorista e o passageiro.

Segundo entendimento da 5ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST), não há relação de emprego entre motoristas e aplicativos de transporte.

O colegiado se opôs ao entendimento do motorista de aplicativo que solicitou vinculo empregatício com a plataforma do Uber, a qual usa para trabalhar, em um julgamento ocorrido nesta quarta-feira em Brasília.

O colegiado entendeu de forma unanime que a empresa de tecnologia apenas faz a ligação entre os motoristas e os passageiros. A discordância conflitou com decisão do tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (SP) que já havia reconhecido o vínculo.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Send this to a friend