Sobre vencer a preguiça e a desmotivação

Onde encontrar aquilo que nenhum livro, filme ou palestra motivacional pode te dar.

Por que algumas atividades são tão fáceis de iniciar enquanto outras parecem tão pesadas, mesmo sendo importantes? Por que é tão fácil ficar o dia todo perdendo tempo nas redes sociais, mas não temos força para limpar o próprio quarto, iniciar atividade física ou terminar aquele Trabalho de Conclusão de Curso, por exemplo? Não espere mais um texto de motivação. Quero te mostrar como você mesmo pode se ajudar nesse processo. Confira:

 

A mágica da motivação

Recentemente esse tema surgiu para mim durante uma conversa sobre foco nos estudos. Falávamos sobre algumas pessoas que, mesmo sem ter indicação médica, começaram a ingerir medicamentos para a concentração porque achavam que o problema da falta de foco estava nelas e que precisavam de alguma medida milagrosa para recuperar a concentração. Tiveram que lidar com algumas das consequências graves da automedicação e, claro, o problema acabou voltando. Temos o péssimo hábito de buscar soluções assim, mágicas, e nos esquecemos de algumas que são bem simples e menos nocivas. Precisamos entender primeiramente que não há solução milagrosa para a desmotivação.

A motivação é a energia ou impulso que move uma pessoa a agir em direção a um determinado objetivo. Sem motivação não há ação e, por mais que busquemos livros, palestras e filmes motivacionais, preciso te dizer: essa energia é intrínseca, isto é, vem de dentro. Está no seu interior.  Você só precisa aquecer a energia que já há dentro de você para se mover em prol da certa causa.

Por isso, não adianta esperar que a motivação apareça sozinha, nem ficar parado aguardando que outra pessoa te incentive. Essa forcinha a mais pode vir de fora para dentro, mas também no sentido oposto. O apoio dos outros é muito importante (se não fosse, essa coluna seria inútil, não é?), mas você não pode depender dele para fazer o que precisa ser feito. Preciso trazer aqui dois aspectos importantes para a automotivação.

 

1 – Não subestime sua capacidade de “empurrar com a barriga”

Desde que aprendi isso com uma empresa de terapia online, minha visão para a desmotivação mudou. É sério e muito importante: você é capaz de passar o resto da vida “enrolando”.

Somos seres que procuram o jeito mais fácil e menos trabalhoso de conseguir as coisas. Essa é a nossa natureza. Por isso, é muito mais natural que fiquemos parados, na zona de conforto do que se esforçando para ter alguma coisa. A energia que você precisa ter para sair da comodidade e começar a se empenhar é muito maior. Tão maior que protelamos e adiamos tantas vezes aquela tarefa que precisamos cumprir.

Por isso, se você não colocar metas claras, com prazos e objetivos bem definidos, a probabilidade de você não realizar essa missão é bem grande. Como você se sentiria daqui a 10 anos ao perceber que ficou no mesmo lugar durante todo esse tempo? Que não começou aquele curso de idiomas? Que não realizou a viagem dos sonhos? Que não iniciou um esporte? Mexa-se! Pela sua autoestima e pela versão de você no futuro, não fique onde está. Quero que se orgulhe de ter conseguido cumprir o que planeja e que isso faça você se sentir muito mais forte!

 

2 – O poder do ambiente

Para encerrar com uma dica mais prática: eu sei que não dá a menor vontade de sair para pedalar quando estamos deitados, de pijama, mexendo no celular. Este é o cenário perfeito para um dia de preguiça e, claro, seu corpo adora ficar paradinho, sem se esforçar. Você realmente acha que vai surgir motivação se você ficar deitado na cama o dia todo? Não, não vai. Se você levanta, lava o rosto, toma um café reforçado e se veste para praticar a atividade, aí fica bem mais fácil.

O mesmo vale para estudar e trabalhar em casa. Você não vai produzir bem se o fizer sentado na cama. É importante uma mesa adequada, limpa, vazia de distrações. Se não der para fazer isso em casa, vá para uma biblioteca. O ambiente tem um papel importante sobre você.

Não espere a coragem vir. Vá sem coragem mesmo que ela surgirá e, quando você menos esperar, terá cumprido tudo o que planejou. Foque no primeiro passo que você precisa para mudar de cenário. Você consegue.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Send this to a friend