Para você que está com medo de mudar em 2020

Dezembro pode ser mais do que um mês de despedida de ano.

O último mês geralmente é marcado por retrospectivas pessoais. Muita gente tira esses 31 dias para refletir sobre como foi o ano que está acabando e estabelecer metas para o próximo. Não sei exatamente quais são seus planos para 2020, mas se você está decidindo se deve passar por algumas mudanças, não deixe de ler este artigo.

Mudança não é algo confortável nunca. Seja grande ou pequena, sempre envolve sair do que estamos acostumados ou sair daquilo que é conhecido, a famosa “zona de conforto”, mas não é sobre isso que vamos refletir agora. Eu quero falar do medo que costuma vir antes dessas mudanças, em especial quando elas dependem de uma escolha nossa. Por isso, antes de decidir se deve mudar ou não, reflita pelo menos um pouco nas seguintes questões:

  1. Toda escolha tem um resultado

Isso também não é novidade, mas, na prática, muitas vezes ignoramos essa verdade. Tudo o que você decide fazer – ou não fazer – fazer implica em um resultado, que pode ser imediato ou não. O problema é que focamos no resultado da nossa mudança, mas não lembramos que a falta de mudança também tem seus efeitos. Bons? Talvez sim, talvez não. Depende. O que não dá para esperar é um resultado diferente para atitudes iguais.

  1. Mudança exige renúncia, mas pode dar certo

É importante considerar: quando você faz ou deixa de fazer uma escolha, você renuncia a outra opção. Não dá para ter tudo! Muita gente tem medo dessa renúncia, mas que vida medíocre seria essa de viver só no que é familiar, não é mesmo? O desconhecido também pode trazer ótimas surpresas. Pode ser uma perda agora que traz muitos ganhos futuros – e não falo só de dinheiro, ok?  Pense além disso.

  1. Grandes mudanças acontecem aos poucos

Já entendemos que os resultados e as renúncias das nossas escolhas são importantes, mas e quanto ao processo da mudança? Você já parou para pensar nele? Grandes transformações não acontecem de um dia para o outro. Por isso, tão difícil quanto começar a mudança é se manter nela. É tão fácil voltarmos aos velhos hábitos, aos padrões de costume, que muitas vezes acabamos perdendo o foco e voltando ao estado anterior. Por isso, a persistência é fundamental. Como começar e persistir?

Pense em um objetivo que você pretende alcançar em 2020. Agora, divida-o em partes menores, etapas mais simples. Qual é a primeira coisa que você precisa fazer para começar? Foque nesse micropasso inicial. Depois, siga para o próximo e vá fazendo um por um, sem esquecer-se de valorizar cada microvitória conquistada, claro. Essas pequenas conquistas são importantes para nos manter no propósito.

Não sei se há uma grande decisão em suas mãos, mas não se esqueça de considerar essas questões. Sua escolha implica resultados, exige renúncias e a mudança acontece em processo. O que é necessário para iniciá-lo agora? Quem sabe esse mês não esteja aí para isso! Vença esse medo e arregace as mangas, porque é muito bom olhar para trás e dizer: “não me arrependo”.

Que seu dezembro seja apenas o início dos micropassos para um 2020 de muitas vitórias. Compartilhe essa mensagem com alguém que precisa desse incentivo!

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Send this to a friend