Evangélica, musa da Renascer volta da Austrália para mostrar seu samba no pé

Talita Fontainha é coreógrafa e dançarina na Oceania e pisa pela primeira vez na Sapucaí neste carnaval.

Talita Fontainha, de 32 anos, nunca frequentou as quadras de escolas de samba que ficavam nas imediações do bairro onde morava, Realengo. Isso porque a moça veio de uma família de pastores evangélicos que nada tinham a ver com o samba. Mesmo assim, o destino uniu a bailarina e o samba do outro lado do mundo. Talita descobriu sua vocação na Austrália.

Coreógrafa e dançarina por profissão, ela participou e venceu o concurso Australiasian Samba Queen, que acontece anualmente com participantes da Austrália, Nova Zelândia e Ásia. Foi aí que nasceu a vontade de desfilar e incluir em seu currículo uma passagem pela Marquês de Sapucaí, no carnaval carioca.

“Quando comecei a divulgar que iria desfilar, as pessoas mandavam eu voltar para Jesus, me arrepender buscar a minha salvação. Mas não abandonei a minha fé. Estou vendo esse desfile como uma oportunidade profissional”, disse ela.

Talita vai fazer sua estreia nesta sexta-feira (21), como musa da Renascer de Jacarepaguá, escola da Série A, e será ainda destaque na Portela.

Se nas ruas e nas redes sociais, a beldade enfrenta algumas críticas por causa da dualidade de suas escolhas, Talita conta que em casa não sofre resistência por parte dos familiares.

“Felizes, eles não estão, mas respeitam a minha escolha. Na verdade, preferem nem tocar no assunto”, diz ela que já coreografou os Jogos Mundiais Militares 2011, o “Dança da Galera”, do Domingão do Faustão, e até a Copa das Confederações no Brasil.

Na sua opção pelo samba, Talita teve ainda que lidar com outro ponto sensível para uma evangélica e musa: a fantasia. Ela conta que a roupa é bonita, sensual na medida certa e que não mostra nada demais.

“Como a Renascer tem um enredo que fala sobre a fé, estava mais preocupada com a letra do samba, que poderia adorar outros deuses, do que com a fantasia em si. Mas deu tudo certo, o samba é lindo e a fantasia não tem nada demais. Como não posso desfilar de calça jeans (risos), pedi para cobrirem a barriga, ela tem mangas e mostra as pernas. Biquíni a gente usa até para ir para a praia”, diz empolgada para cruzar a passarela do samba pela primeira vez.

“O samba é nossa cultura e sua herança direta não envolve, necessariamente, as minhas crenças. Vai ser lindo”, diz.

A Renascer de Jacarepaguá é a sexta escola a desfilar nesta sexta-feira (21) de carnaval. A agremiação vai levar para a avenida o enredo “Eu que te benzo, Deus que te cura” sobre o poder da fé para curar.

Comentários estão fechados.

Send this to a friend